Saltar para o conteúdo principal
Lido 569 vezes

Sorrisos Cintilantes - Município promove saúde oral nas escolas

 

Projeto “Sorrisos Cintilantes” vai permitir a distribuição de 400 kits de saúde oral a todos os alunos dos jardins-de-infância e 1.º ciclo do concelho da Chamusca 

O Município da Chamusca, em parceria com a Biblioteca Escolar e com a Unidade de Cuidados na Comunidade (UCC Chamusca/Golegã), apresentou uma candidatura ao projeto “Escovar na Escola 2018/2019” com a iniciativa "Sorrisos Cintilantes" para atribuição de cerca de 400 Kits de higiene oral (copo, escova e dentífrico) a todas as crianças de educação pré-escolar e escolas 1º ciclo do Concelho, no âmbito do programa SOBE (Saúde Oral, Bibliotecas Escolares).  

O objetivo é promover a saúde oral junto dos mais jovens e também de dar resposta a uma problemática detetada em alguns agregados familiares do concelho, nomeadamente pela ausência ou deficiência de hábitos de saúde oral”, frisa a vice-presidente e responsável pelo pelouro da Educação da Câmara Municipal da Chamusca, Cláudia Moreira. 

O projeto vai iniciar-se com a formação das assistentes operacionais das escolas de 1.º ciclo e jardins-de-infância do concelho, com o objetivo de lhes dar ferramentas para que sejam estas profissionais a supervisionar as ações de escovagem de dentes junto das crianças, no período após os almoços escolares. A formação vai ser ministrada por profissionais de enfermagem do Centro de Saúde local. 

O programa SOBE foi criado em 2011 em resultado de um protocolo assinado entre o Plano Nacional de Leitura, a Rede de Bibliotecas Escolares e a Direcção-Geral de Saúde. Além do objetivo imediato de promover a saúde oral, o projeto visa cruzar este objetivo com ações de promoção da leitura, da felicidade e da saúde, centradas nas duas valências centrais: saúde oral e bibliotecas escolares. 

Esta iniciativa dá autonomia às entidades que executam o projeto para cruzarem as linguagens da saúde e da educação. Com o pretexto dos cuidados de saúde oral, o projeto pretende também criar contextos para a prática da leitura, da escrita, das capacidades matemáticas e criativas.  

O desafio do programa SOBE é de subir na qualidade da saúde oral, no número de parcerias com as escolas e outras instituições e de aumentar a perceção da importância que esta área da saúde tem para as famílias e as crianças. 

voltar ao topo