Saltar para o conteúdo principal
Lido 4342 vezes
Modificado em quinta-feira, 22 outubro 2015 14:38
Publicado em Zona Ribeirinha

Barca do Arripiado

 

 

 

 

 

Barca do Arripiado

 

Antes mesmo dos caminhos-de-ferro e dos transportes rodoviários, era pelo Tejo, em barcos, de água acima, que iam e vinham as mercadorias, ao ritmo do vento nas velas. Na Chamusca tiveram importância económica alguns portos fluviais, cuja memória ainda se conserva na toponímia local (Porto das Mulheres, Porto do Carvão). 

 

Mas o rio, que era estrada a ligar a Lisboa, era também barreira a separar da Golegã, da Cardiga, da Barquinha, de Tancos. Durante séculos a solução foi as barcas de passagem que transportavam, de uma margem para a outra, homens, gado, carroças e mercadorias.

 

Nos dias que correm, perto do passeio ribeirinho, espaço em calçada portuguesa decorado com esculturas de José Coelho, existem dois cais fluviais apartir dos quais uma Barca de Passagem liga o Arripiado à Vila de Tancos.

 

A embarcação funciona todos os dias, o que permite aos seus utilizadores desfrutar não só da ligação existente, mas também, de inesquecíveis passeios pelo rio Tejo até ao secular e sempre imponente Castelo de Almourol.

 

Horários

De 2ª a 6ª feira (com exclusão dos feriados)

Manhã: 07h30 às 11h30

Tarde: 15h00 às 19h00

 

 

 

 

voltar ao topo